Cabanos e outras histórias

Maragogi possui algumas das mais belas praias do Brasil, lá tem  turismo e bastante história. A região que parece muito pacífica, já foi palco de revoltas e guerras.

Tempos de invasões

No séc. XVII, em Japaratinga e Porto Calvo, que ficam por perto, os holandeses faziam portos pra escoar aquilo que conseguiam extrair da colônia, e, como os nativos de Maragogi conheciam bem melhor o terreno e estavam acostumados ao clima, conseguiram causar muitos atrapalhos aos invasores, armando emboscadas e muitas vezes até impedindo a passagem dos holandeses por ali.

Maragogi, um cenário da Guerra?

Sim, isso mesmo!

Foi também em Maragogi que aconteceu um confronto  que não é tão estudado na história do Brasil, mas que teve muita importância para a região: A Guerra dos Cabanos.

 Inicialmente, ela era um movimento que pretendia trazer D. Pedro I de volta ao poder depois dele ter abdicado ao trono e ido embora pra Portugal em 1831. Proprietário de terras e comerciantes portugueses da região temiam pelo que pudesse acontecer ou não depois da saída do imperador

No ano seguinte, entre maio e junho, na cidade de Panelas, em Pernambuco, um grupo começa a se rebelar contra o governo. Em Maragogi, na praia de Barra Grande, acontecem confrontos contra as tropas da província, só que estas conseguem prender alguns os rebeldes, inclusive, matar um dos maiores líderes deles.

 Em 1834, D. Pedro I morre e isso, lógico, faz com que a principal motivação dos Cabanos desapareça. Mas o movimento não para.

Agora, os negros (chamados de papa-mel, porque consumiam mel silvestre nas matas), os índios e toda a população “das cabanas” continua a se rebelar contra os senhores de engenho e contra o governo.

Então, na cidade de Maragogi e no distrito de São Bento, as tropas fazem um cerco ordenando que as pessoas saiam. Como isso não acontece, os militares entram nos povoados e matam a maioria dos cabanos, alguns sobreviventes são presos.

Hoje existe a Praça dos Cabanos em Maragogi, quase na entrada do centro (ou na saída, pra quem chega de Pernambuco). Que é um lugar construído pra lembrar os feitos dos negros, índios e brancos pobres que lutaram juntos naquela região.

Esta é Maragogi, com belezas naturais, entretenimento e história, tem opções pra todos os gostos. Encerramos por aqui nossa visita a esse belíssimo lugar, ainda há muito o que se ver para além do que os nossos artigos mostraram, em breve, a gente retorna lá.

Participe da conversa com seu comentário: