Arraial Velho do Bom Jesus

O Arraial Velho do Bom Jesus fica no bairro de Casa Amarela, um dos mais populosos do Recife. Já esteve na primeira posição nesse quesito, era quase que uma cidade dentro de outra, até ser desmembrado em vários pequenos bairros em 1988.

Porém, ainda hoje é comum encontrar gente da periferia recifense dizendo que é do lugar tal, em Casa Amarela, como se tivesse mesmo se referindo a um bairro numa cidade à parte.

O parque urbano e as festas de São João

Há um parque urbano em Casa Amarela, o Sítio da Trindade, que até 1952 era uma propriedade da família Trindade Paretti, sendo desapropriado por se tratar de uma área de utilidade pública e tombado pelo IPHAN em 1974.

Arraial velho do Bom Jesus

O Sítio fica lotado no período junino, é um dos principais polos das festas de São João na cidade. Mas nós não estivemos lá atrás de bandas de forró e quadrilhas juninas…

Por trás do casarão da família Paretti, tomando os caminhos das pistas de cooper, a gente encontra as ruínas do fosso de um forte. Trata-se de uma das primeiras tentativas de resistência à invasão holandesa.

Os primeiros ataques e as primeiras defesas

Em 1630, os holandeses promoveram um ataque fulminante em Pernambuco. Já tinham sido afugentados de Salvador e por isso mesmo, não queriam mais perder viagem. Vieram tomando tudo desde Igarassu, no litoral norte pernambucano até Olinda, a capital na época.

Os brasileiros e portugueses tentaram se defender como podiam e armaram nessa área um forte de taipa de pilão sob o comando de Matias de Albuquerque.

O forte e o vilarejo

Não só militares foram até essa área pra defender as terras ocupadas pelos flamengos. Habitantes de Olinda e Recife, morrendo de medo do que poderia acontecer, foram buscar abrigo junto ao forte que chegou a ter ao seu redor um vilarejo improvisado com cerca de 1000 habitantes (o que não era coisa pouca pra essa época).

Porém, a situação, que já não era das melhores, com o racionamento de comida, escassez de munição e a falta de demais mantimentos pra aquela população, piorou de vez e em 1635 os holandeses conseguiram tomar e destruir o forte.

Redescobertas do Arraial Velho do Bom Jesus

Em 1654, quando os luso-brasileiros venceram as tropas holandesas, não havia mais restos visíveis do forte. Até mesmo o Imperador D. Pedro II, em 1859, chegou a visitar o lugar e ordenou uma vistoria no local pra ver se achava as muralhas, ou o que quer que fosse.

Como nada foi encontrado, o Imperador concluiu que não tinha mais nada pra ser procurado por ali.

Só no séc. XX, foram feitas novas pesquisas e localizados não só parte do fosso, como também um terreno onde houve a terraplanagem pra construção e objetos dos combatentes. Há um obelisco colocado no local em 1922, quando só se sabia que as batalhas tinham sido lá, mas não havia vestígios materiais.

Seria ideal que fosse construído, ou instalado no casarão, um museu com esses objetos e possivelmente uma maquete de como seria o lugar na altura dos acontecimentos do século XVII.

 O Sítio da Trindade é um local de lazer e festas, mas onde houve também lutas e guerras. Fica perto do centro do Recife e embora esteja sendo cada vez mais emparedado por arranha céus, é de fácil acesso e tranquilo, mais uma opção de lazer e conhecimento que sai muito barato pra quem vem de fora e quer conhecer a cidade.

Participe da conversa com seu comentário: