Jaqueira e futebol

Estamos no Parque da Jaqueira, que fica no bairro de mesmo nome, na zona norte do Recife. Um lugar que tem seus primeiros registros no século XVII, pois foi cenário de combates os luso-brasileiros e os holandeses que tentavam capturar o forte no Arraial Velho do Bom Jesus.

Antes de existir o parque

No século seguinte, mais precisamente no ano de 1766, o capitão Henrique Martins, proprietário de um sítio no local, mandou construir uma capela dedicada a Nsa. Senhora da Conceição. O templo ainda está em funcionamento, com missas e outras celebrações. Em frente à capela está um pequeno jardim projetado por Burle Marx.

O nascimento do Parque da Jaqueira

Em 1984 a área foi concedida à Prefeitura do Recife, que implantou esse parque urbano de 70 mil m². O espaço tornou-se rapidamente um ponto bastante procurado para caminhadas, corridas de bicicletas e, ocasionalmente, eventos culturais.

Nos fins de semana, fica cheio de gente. Famílias trazendo suas crianças, muitas delas ainda pequenas, pra curtir os brinquedos nos miniparques.

É bastante arborizado, nele há as mais diversas espécies de plantas ornamentais e árvores frutíferas da nossa flora.

Jaqueira e futebol

No passado, entre os anos 1920 e 30, esse local foi cenário pra o campeonato pernambucano de futebol. Havia aqui um estádio onde eram disputados os jogos. Só que não tinha arquibancadas ao redor do campo, apenas uma para autoridades, pessoas de maior poder aquisitivo e alguns jornalistas.

Os torcedores ficavam em pé ao redor do campo, porém, não havia torcidas organizadas como a gente vê hoje. Quem viesse com carros, ainda não tão numerosos na época, estacionava na beira do gramado e ia ver o jogo como se estivesse indo a um piquenique.

Era um tempo em que os times não contavam com jogadores ganhando altos salários, muito pelo contrário, o profissionalismo estava começando a engatinhar, não eram todos os atletas que recebiam salários, não tinham empresários, contratos como os que temos hoje em dia.

Embora os maiores times da capital pernambucana (Sport Club do Recife, Santa Cruz Futebol Clube e Clube Náutico Capibaribe) já existissem e já fossem mais poderosos que os demais, os torneios eram menos desequilibrados.

O Tramways Sport Club, time formado por funcionários da companhia elétrica e de transportes por bondes no Recife, o Torre Sport Club e o América Futebol Clube, foram campeões estaduais durante o tempo em que o estádio do Parque da Jaqueira funcionou.

Esses times já não existem mais, com exceção do América, que atualmente luta pra permanecer na primeira divisão do futebol em Pernambuco.

Com o avanço do profissionalismo no futebol e o fato dos grandes e mesmo dos menores times do estado se instalarem em suas sedes definitivas, entre outras coisas, o campo de futebol do parque foi desativado.

Hoje, a porção do parque onde se jogava futebol é ocupada pela pista de bicicross. Não há vestígios de arquibancadas nem do próprio campo e mais: ironicamente, um item do regulamento interno, colocado em placas nas entradas, proíbe jogos com bola no local. Só nos resta olhar e imaginar toda essa área com as disputas futebolísticas de outros tempos.

Uma visita a esse parque é uma ótima opção pra um visitante que queira curtir a natureza e passar bons momentos ao ar livre, longe da agitação do centro da cidade. Uma boa pedida é ir num domingo de manhã, até antes da hora do almoço, o trânsito está menos complicado, facilitando os deslocamentos.

Saiba mais sobre o estádio do Parque da Jaqueira (com fotos) em: “Os primeiros campos de futebol do Recife”- Cassio Zirpoli

Participe da conversa com seu comentário: